Tel: +351 239 491 046 - Mail: geral@petfun.pt
PT EN


Cuidado com as PRAGANAS



Com a temperatura a aumentar e as ervas a secarem devemos ter muito cuidado com a "praganas"!

O bom tempo também convida a mais passeios com os nossos queridos patudos.

Os patudos, cães e gatos, de pêlo mais longo são os que estão mais sujeitos a ter problemas.

As praganas agarram-se ao pêlo do animal. Devido ao seu formato podem cravar-se na pele causando feridas e infecções e, inclusive, entranhar-se debaixo da pele e formar abcessos.

A resolução do problema passa sempre por remover a pragana o que, nalguns casos, pode passar pela cirurgia.
As zonas mais afectadas são a zona abdominal, nas patas (entre os dedos) e nas axilas.
Mas também podem aparecer frequentemente nos ouvidos, nos olhos, na boca e narinas.

No caso dos ouvidos, as praganas podem entrar para o canal auditivo e provocar muita dor e mal estar.
Provocam uma otite com cerúmen muito escuro e, se não forem retiradas a tempo, ruptura do tímpano e otite média.
O animal coça o ouvido, abana muito a cabeça e, por vezes, anda com ela de lado.

As praganas podem provocar danos sérios nos olhos. O patudo coça o olho, que pode estar congestionado, a lacrimejar e semi-serrado.

Esteja atento se o patudo espirra e coça desesperadamente o focinho, pode ter praganas nas narinas.

Quais os cuidados a ter?
  • Sempre que passeie no campo com o seu patudo, logo após o passeio, escove-o e faça uma inspeção ao pêlo, dando maior atenção às patas (entre os dedos e por baixo da almofadinha plantar) e ouvidos.
  •  
  • Retire as praganas com cuidado para não magoar o patudo. Se já estiverem enterradas convém leva-lo ao Veterinário.
  •  
  • Não retire as praganas dos ouvidos, exceto se estiverem mesmo no exterior. A remoção das praganas dos ouvidos deverá ser realizada por um Médico Veterinário.

Consulte o seu médico Veterinário para qualquer dúvida!
©2017 Pet Fun. Todos os direitos reservados. by fullscreen